Comissão mantém dispensa de CRM e beneficia escolas privadas

Assista à TV SindMédico e entenda o que está sendo discutido em relação ao projeto do Programa Médicos pelo Brasil.

No dia 1º de agosto, foi lançado no Palácio do Planalto o Programa Médicos pelo Brasil, a MP 890/2019. Mas, de cara a Federação Nacional dos Médicos (Fenam) e o Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) se posicionaram: o programa não cria a carreira médica de Estado pretendida, embora apresente avanços em relação ao Programa Mais Médicos.

A tramitação no Congresso Nacional, no entanto, acrescentou pontos ao projeto que perpetuam os problemas do programa do governo Dilma Rousseff. Na Comissão Especial, pelo menos, a bancada governista não teve articulação para evitar o que parece um desmonte do Médicos pelo Brasil. Abriu-se até uma brecha para que estados e consórcios interestaduais realizem suas próprias versões do Mais Médicos contratando estrangeiros e brasileiros com diplomas obtidos no exterior sem revalidação.

A queixa da Fenam criou desconforto para a liderança do governo no Congresso Nacional. No Congresso Brasileiro de Nutrologia, realizado depois da votação do substitutivo da Comissão Especial, a deputada Joice Hasselman afirmou que o presidente Jair Bolsonaro vetará as mudanças feitas.

As novas edições da TV SindMédico vão ao ar às terças-feiras, às 19h45. Depois, os vídeos ficam disponíveis na página  do sindicato no Facebook e no canal do YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *