Entidades médicas tratam de reunificação do movimento sindical

Fenam tem como uma prioridade a reunificação das entidades sindicais

O presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF) e da Federação Nacional dos Médicos, Dr. Gutemberg Fialho, e o vice e secretário-geral da entidade, Carlos Fernando, participaram, na tarde desta terça-feira (5), de reunião, na AMBr, para tratar da reunificação do movimento sindical médico nacional, em defesa da Saúde e dos médicos brasileiros, com o presidente da Federação Médica Brasileira (FMB), Casemiro dos Reis Junior e com o vice-presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), Edson Prado Machado. A diretora-adjunta da Fenam, Franscine Leão Rodrigues, que é também presidente do Sindicato dos Médicos de Goiás (Simego), também esteve no encontro.
Como primeira decisão, eles marcaram, já para o dia 18 deste mês, uma reunião em Porto Alegre. A ideia do encontro é começar a dar os primeiros passos rumo à reunificação das entidades, o que, para Dr. Gutemberg Fialho, é uma das prioridades da Fenam em sua gestão, no quadriênio 2019/2023.
Na avaliação de Dr. Gutemberg Fialho, é necessário e urgente que a classe médica esteja unida para “enfrentar os desafios que já se apresentam e os que ainda vêm pela frente”. E, frisou, “não são poucos”.
Ele lembrou que, entre as pautas da Fenam, as mais urgentes, que exigem a união de todas as entidades médicas, estão “a Medida Provisório 890, de 2019, que cria o Programa Médicos Pelo Brasil; a revalidação de diplomas médicos; a cobrança de qualidade nos cursos de Medicina oferecidos no País, a Carreira Médica de Estado e, agora, a reforma administrativa proposta pelo Governo Federal.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *