Desconto de gratificações: com a palavra o corregedor

O corregedor da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), Rogério Batista Seixas, usou as palavras “o descumprimento de decisão judicial é um crime de responsabilidade”, afirmando estar ciente das representações feitas pelo Sindicato dos Médicos do Distrito Federal contra o secretário Humberto Fonseca, e à titular da subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) Jaqueline Carneiro Ribeiro, no caso dos descontos de gratificações dos salários em períodos de férias e licenças. Tanto a corregedoria quando a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) foram notificadas da situação.

Ele disse isso durante reunião, na quarta-feira (28), com o vice-presidente do Sindicato dos Médicos (SindMédico-DF), Carlos Fernando, e o conselheiro José Leite Saraiva. “O GDF teima em ignorar um direito concedido aos médicos e insiste em descontar licenças e afastamentos”, queixou-se Carlos Fernando.

Sobre as condições inadequadas de trabalho que, muitas vezes, chegam a impedir a assistência à população, o corregedor solicitou que o SindMédico-DF faça um relatório circunstanciado. Segundo Seixas, as denúncias serão levadas adiante, a partir da interlocução com a chefia da Sugep.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS