SES-DF quer reduzir carga horária de médicos radiologistas

Presidente interino do SindMédico-DF, Carlos Fernando, afirmou que "a instituição fará todo o possível" para reverter a decisão

Em tempos de escassez de recursos humanos (entre outras coisas), a Secretaria de Saúde (SES-DF) anunciou que vai diminuir a carga horária dos médicos radiologistas da rede: saindo de 40 horas para 20. O embasamento para tal ação, que certamente irá esbarrar na vida da população que depende do SUS, veio da Procuradoria Geral do Distrito Federal (PGDF). A determinação teria sido feito com base em uma Lei de 1950. E, segundo a subsecretária de Gestão de Pessoas, Mariane Santos de Morais, tem de ser cumprida de qualquer maneira.

“Se, nos próximos 30 dias isso mudar, vamos retroagir. Mas, hoje, não tenho como”, avisou a gestora, em reunião com médicos e representantes da SES-DF na tarde desta terça-feira (12). O presidente interino do Sindicato dos Médicos (SindMédico-DF), Carlos Fernando, também participou do debate ao lado do advogado Luiz Felipe Buais, que avisou: “o SinMédico-DF vai apresentar recurso contra a determinação, pois existem, sim, argumentos jurídicos para impedir a redução das jornadas”.

Durante a conversa, que, na verdade, tinha o objetivo de apenas “avisar” os médicos sobre a decisão e não ouvi-los, o presidente do SindMédico-DF, Carlos Fernando, destacou ainda que “a instituição fará todo o possível” para reverter a medida. “Nós conseguimos mudar a questão, pelo menos, temporariamente, das 18 horas e também vamos batalhar para que essa diminuição da carga horária dos médicos radiologistas não ocorra. Até porque isso seria um verdadeiro desastre, com impacto direto tanto na assistência à saúde quanto na vida dos médicos”, disse.

Para analisar, junto à área jurídica do SindMédico-DF, o que pode e deve ser feito para travar a determinação da PGDF, Carlos Fernando convida todos os médicos radiologistas da SES-DF para participarem de reunião, no sindicato, com sede na 607 Sul, na sexta-feira (15), às 20h. É fundamental a presença de todos para que a instituição possa analisar, caso a caso, as ações a serem tomadas.

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS