Novo horário em UBSs piora problemas na Atenção Primária

Dr. Gutemberg Fialho e Dr Tiago Neiva convesam sobre os problemas enfrentados por médicos de família e comunidade nas unidades básicas de saúde do DF

A expansão do atendimento até as 22h em 19 das unidades básicas de saúde do DF é restritiva para visitas domiciliares. As salas de vacina, as farmácias e os laboratórios não funcionam. À noite, a dificuldade para obter ambulância é maior. Ou seja, até remoção de paciente que precise de atendimento de urgência ou emergência está fora do alcance de resolutividade da equipe que fica no plantão noturno.

Notas técnicas não avaliadas sob a ótica da atenção primária, que é ordenadora do acesso ao SUS, criam entraves e dificultam o encaminhamento de pacientes para atendimento com especialistas e a fragmentação dos sistemas informatizados são outras dificuldades enfrentadas pelos médicos de família e comunidade.

Assista à entrevista nesta terça-feira (19), às 19h45. Não perca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *