Política de DST/AIDS do DF preocupa sindicato

Funcionamento do CTA Rodoviária e a política de saúde em Infecções Sexualmente Transmissíveis são foco de atenção do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal.

Funcionamento do CTA Rodoviária e a política de saúde em Infecções Sexualmente Transmissíveis são foco de atenção do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal.

Por isso, na tarde da quinta-feira, 25 de julho, o presidente do sindicato, Dr. Gutemberg, visitou o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) localizado no mezanino da Rodoviária do Plano Piloto de Brasília.

Esse centro, dedicado ao atendimento de pacientes que buscam testes, aconselhamento e tratamento para Infecções Sexualmente Transmissíveis, atende de 70 a 80 pacientes por dia. “Além da relevância como unidade de saúde, esse CTA é um importante núcleo de coleta de informações de dados para pesquisas e orientação de políticas de saúde na área e não está sendo devidamente valorizado”, aponta Dr. Gutemberg.

A localização do CTA é uma das maiores vantagens para o grau de sucesso no atendimento e para o trabalho de pesquisa. Por isso precisa ser garantido e melhorado. Porém, a área é de risco, por estar localizada sob a área interditada da região central do Plano Piloto, por risco de desabamento. 

 

"Além da relevância como unidade de saúde, esse CTA é um importante núcleo de coleta de informações de dados para pesquisas e orientação de políticas de saúde na área e não está sendo devidamente valorizado”
Dr. Gutemberg

Garantia de espaço

“É urgente a necessidade de providenciar acomodações provisórias, sem sair das imediações da Rodoviária, até que seja eliminado o risco de desabamento e corrigidas as falhas de estrutura. Também é imprescindível a garantia da manutenção e adequação das áreas de acolhimento e ambulatório, com correta circulação de ar, equipamento e pessoal para a continuidade e eventual expansão do serviço prestado ali”, destaca o presidente do SindMédico.

A circulação de gonococos mais resistentes no Distrito Federal e o aumento do número de casos de infecção por Sífilis e HIV determinam a necessidade de maior atenção governamental tanto em nível local quanto nacional aos programas de combate e prevenção. Espaços como o CTA Rodoviária são imprescindíveis.

Veja, abaixo, os problemas na estrutura física do CTA Rodoviária. A equipe trabalha para conseguir melhorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

poltica-de-dst-aids-do-df-preocupa-sindicato-sindmdico-sindicato-dos-mdicos-do-distrito-federal