Governo do Distrito Federal muda método de divulgação das mortes por covid-19 e causa preocupação nos especialistas em saúde

Novo método de divulgação das mortes por covid-19 no DF, divulgada pelo secretário de Saúde Francisco Araújo, prevê considerar apenas as mortes ocorridas nas últimas 24 horas. Desta forma, as mortes que ocorreram antes, mas que não tiveram comprovação da causa, por meio de exames, ficariam fora dos registros e consequentemente, sem divulgação.

A decisão do governo ocorreu na última semana, quando os casos registrados na capital do país, bateram o maior recorde de mortes em apenas um dia, desde o início da pandemia.  Para o Secretário de saúde, o método utilizado em todo o país, não está funcionando  para o Distrito Federal e os números que estão sendo apresentados, tem causado “intranquilidade” na população.

“Nós vamos fugir dessa metodologia que o país inteiro está utilizando porque ela não está funcionando. Nem tudo que o Ministério da Saúde preconiza precisa ser seguido. Cada estado precisa rever a sua metodologia, como nós estamos revendo a nossa aqui, para que não haja uma intranquilidade na população, de uma informação que ela não é real”, afirmou Francisco Araújo.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal, Gutemberg Fialho,  a mudança na divulgação dos números, pode causar uma falsa sensação de segurança. 

“Não se enganem. O momento é de cuidado redobrado. Agora é a hora de fortalecer as ações de combate à doença. Não há motivo para sossegar ou ficarmos tranquilos. Protejam-se e protejam quem está por perto. O uso de máscara e o distanciamento continuam sendo armas importantes contra a Covid-19. O novo coronavírus é uma ameaça real. Assim como a lamentável e preocupante falta de transparência do Governo do Distrito Federal”, declarou o presidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

governo-distrito-federal-muda-mtodo-divulgao-mortes-covid-19