Sindicalistas discutem a PEC 32 e reajuste salarial

A Reforma Administrativa (PEC 32) e o pagamento da terceira parcela dos reajustes salariais estão no foco dos servidores públicos do DF. Esses reajustes são referentes às leis que reformularam as carreiras dos servidores públicos do DF, em 2013.

Os dois assuntos foram tema de reunião de líderes sindicais nesta quinta-feira, 30/06, no auditório do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF).

“Discutimos intervenções que faremos na PEC 32. Do jeito que está o texto, ela é prejudicial aos servidores e à população”, afirma o presidente do SindMédico-DF, Gutemberg Fialho.

Os sindicatos dos servidores públicos do DF realizarão ações conjuntas para evitar danos aos trabalhadores e em defesa do serviço público. “O aprimoramento é necessário, mas a precarização das relações de trabalho contidas no texto em análise no Congresso Nacional só fragiliza a prestação de serviços à sociedade”, diz Gutemberg.

Reajuste salarial foi vetado por Ibaneis em 2020 e 2021

O reajuste salarial novamente foi deixado de fora, pelo governador, da Lei de Diretrizes Orçamentárias enviada à Câmara Legislativa do Distrito Federal. Foi só por meio de emenda parlamentar que ele foi incluído. Mas o governador Ibaneis Rocha ainda pode vetar as emendas feitas pelos deputados distritais. “O governador vetou o reajuste em 2020 e 2021, esperamos que ele agora não vete e que cumpra a promessa de campanha de pagar essa dívida que o GDF tem com os servidores desde 2015”, afirma o presidente do SindMédico-DF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sindicalistas-discutem-a-pec-32-e-reajuste-salarial-sindmdico-sindicato-dos-mdicos-do-distrito-federal