Só no atual governo, perdas salariais estão na casa dos 20%

Perdas salariais de médicos do GDF chegam à casa dos 20% só no atual governo; reajuste atrasado mal cobre aumento do desconto da alíquota de contribuição previdenciária feito pelo governo local

O Governo do Distrito Federal anunciou nesta quinta-feira, 14, que pagará em abril a terceira parcela dos reajustes – que deveria ter sido incorporada aos salários de 32 categorias do serviço público do Distrito Federal em 2015.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF), o pagamento chega com atraso, para amenizar a insatisfação dos servidores em ano eleitoral e não recompõe os salários.

Perdas salariais acumuladas

“Esse pagamento foi prometido para 2019. O anúncio não prevê o pagamento dos valores retroativos e não contempla a reposição pelas perdas com a inflação. Além disso, os servidores ativos e aposentados ainda tiveram mais perdas no salário, com o aumento da alíquota do desconto de contribuição previdenciária”, aponta o presidente do SindMédico-DF.

Só no atual governo, considerada a inflação de 2019 a 2021 e o aumento da alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos do Distrito Federal, as perdas salariais chegam à casa dos 20%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

s-no-atual-governo-perdas-salariais-esto-na-casa-dos-20-sindmdico-sindicato-dos-mdicos-do-distrito-federal